Adeus

Rio de Janeiro, 05 de julho de 2010

Mãe,

Cansei! Cansei do jeito que você me trata. Você sabe como é sentir que a pessoa que deveria mais te amar no mundo é a que mais te odeia? Isso é uma dor profunda e incuravel que tenho dentro de mim desde sempre. A senhora foi meu pior castigo, meu pior carrasco, minha maior decepção. Não sei se cheguei a te amar algum dia, também não sei se a senhora algum dia me amou, mas isso agora já não importa mais. Fiz o que tinha que ter feito já há muitos anos.. fui embora! A senhora jamais voltará a ouvir falar de mim, acho que sempre foi o que a senhora sonhou não é!? Pois é, realizei seu sonho e o meu também! Vou pra algum lugar onde eu não sinta que sou um estorvo, um peso, uma desgraça pra ninguém. Vou parar de me perguntar o porquê nunca fui digna do seu amor, já não me importa mais! Vou recomeçar uma nova vida, uma vida em que eu possa ser feliz, onde minha alegria não incomode ninguém, onde ninguém tente destruir o raio de alegria que raramente tenho, onde não tentem me separa do único que realmente me ama e se importa comigo.

Não me procure! Ah, até parece que a senhora iria gastar seu tempo me  procurando.

Mande um adeus para meu pai e para a minha irmã, que a senhora sempre fez questão me falar que era melhor do que eu em tudo, no fundo eu acho que eles me amavam, mas me tratavam mal porque a senhora sempre os colocou contra mim. E a senhora? Vá pro infermo. Jamais vou te perdoar!

Pauta para a 1º edição de cartas do Bloínquês. É talvez um dia eu tenha coragem de falar isso que está intalado na minha garganta pra minha mãe.

11 surtaram comigo:

Lettys M. disse...

=/
Nossa,que chato sentir isso pela pessoa que você mais deveria amar na vida,e ser tratada assim,pela pessoa que ia te proteger $:
Beijos :*

Giselle Rayane disse...

é baseado em fatos reais?! #dizquenão :x

Camila. disse...

Own jéssica, que chato isso né?
As vezes eu me sentia assim, como se minha mãe me odiasse e que gostasse mais da minha irmã. Mas eu sempre conversava com ela e no final a gente se entendia. Quer dizer, até hoje isso acontece.
Desejo de coração que você e sua mãe se
acertem.

XX

Jeferson disse...

Sinistro 0-o' Entendo como se sente acredite, VAi mudar eu prometo ... <3

*Julia Curi disse...

Diz que não é verdade, diiz! Nossa, isso deve ser péssimo! Estou torcendo para dar tudo certo, ninguém merece esse tipo de sofrimento!

Any disse...

Nossa...
Entendo totalmente!
Mais vai melhorar!
=)

Anna de Cássia disse...

poxa! quanto odeio da mãe! o que será que ela fez pra a filha ficar com esse ressentimento todo? NUSS :O
mas tá lindo *-*

Lorena Caldeira Lemos disse...

doeu ler isso, me lembrou um pouco do meu relacionamento com a minha mãe , mas o meu não chega a tanto .

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

Nossa OoO
É, bastante complicado, essa função.
Só,que eu acho,que as vezes agente só aprende a dar valor as pessoas * que nós teve, éh eu também, nunca fui muito da minha mãe, ao mesmo tempo,que só tinha ela, pois meu pai ja havia falecido, mas depois,que minha mãe morreu, e eu fui morar con a minha tia, a palavra mãe e essas datas *especiais* não tem lá grande significado ou importancia para mim.
er, talvez tem coisas que agente só perceba depois com a perda, e também depois de algum tempo convivendo com a parte er é, algo bastante pessoal.

Marii-Chan *. disse...

Caramba, teeenso..
Mais.. eu entendo perfeitamente oq vc passa !
Excelente texto.Parabeens

to seguindo
Passa lá no meu : http://mariana-apoesiaprevalece.blogspot.com/

Camyli Alessandra disse...

tenso!

Postar um comentário

Muito obrigado por estar comentando, essa é a minha motivação para continuar escrevendo *-*

- Gostou? Siga!
- Quer indicar o meu blog? Me avise que também indicarei o seu!

Volte sempre, beijos, flores e carinho no cabelo!