Resultado da promoção

7 surtaram comigo
A Luiza tem então 48h para responder o email, caso contrario os livros serão sorteados novamente.

* desculpem a demora para a divulgação do resultado

Corre, Corre - Promoção de Natal

4 surtaram comigo

Regras:
• Seguir o Surtos Mode ON
• Divulgar a promoção no seu blog
• Enviar sua ficha de inscrição até as 12hs do dia 25/12


O Resultado será divulgado no dia 25/12 depois das 14:00hs

Para participar envie a seguinte ficha para jessikps_15@hotmail.com

• Seu nome:
• Email:
• Link da divulgação da promoção:
• Nome de seguidor do Surtos Mode ON:

Código do banner para divulgação:

Minha pequena Isabel - Parte II

3 surtaram comigo


Já fazia mais de uma semana que eu não a via, fiquei sabendo que ela estava no hospital, fui correndo pra lá. Pergunte por ela na portaria, ninguém queria me dizer onde ela estava, ouvi as enfermeiras cochicharem que ela não queria que eu a visse, mas por quê? Insisti tanto, mas tanto que as enfermeiras me disseram onde ela estava. Parei na porta do quarto respirei fundo e entrei foi quando ela se escondeu debaixo do lençol, não entendi muito bem o porque ela fez isso. Me aproximei e chamei-a pelo nome, aos poucos ela saiu de debaixo do lençol, entendi.. ela se escondeu porque estava sem cabelo e não queria que eu a visse daquele jeito, ela me disse que estava se sentindo feia. E eu disse que não a amava somente fisicamente e sim espiritualmente, pois não amamos um corpo e sim uma alma. Ela sorriu, aquele sorriso que eu sentia tanta falta.. aquele sorriso, minha Isabel.
Minha Isabel tinha câncer, infelizmente em um estágio já avançado. Eu passei ao lado dela todas as quimioterapias, fazia o possível e o impossível para fazê-la sorrir.
Um sorriso.. Algo cada vez mais raro no seu rosto fraco, pálido e debilitado.
Era Novembro, ainda me lembro. Isabel estava fraca, respirava com dificuldades.. eu me sentei bem pertinho dela, segurei a sua mão e comecei a relembrar com ela momentos felizes nossos. Ela com o resto da força que tinha apertou minha mão, parei de falar e notei que ela queria dizer algo. “ – eu te amo!” disse ela, e sorriu. Um sorriso irradiante, fascinante que me estremeceu, de repente sua mão soltou a minha, seus olhos se fecharam, seu coração parou de bater. Uma lágrima escorreu em meu rosto, uma parte de mim havia morrido ali também. Segurei firme a sua mão, beijei a sua testa e disse: “ – vá em paz minha pequena Isabel” – saí do quarto desconsolado.
Teria que viver a minha vida sem ela..
mas aquele último sorriso dela sobreviveu aos anos e toda vez que eu fechao meus olhos eu conseguo enxergar aquele lindo sorriso da minha pequena Isabel.


"Não preciso me drogar para ser um gênio.
Não preciso ser um gênio para ser humano,
mas preciso do seu sorriso para ser feliz"
(Charles Chaplin)

Atualizei a minha lojinha de layouts, corre lá para ver meus novos designs:

Minha pequena Isabel - Parte I

8 surtaram comigo

bbbbbbbbbbbbbbbbb
Eu a conheci na escola, estudávamos juntos. Eu era magrelo e alto, ela baixinha, cabelos cacheados e um sorriso de anjo. Era primário ainda, existia aquele ódio mortal entre meninos e meninas, eu era o único diferente, morria de amores pela Isabel, nunca nenhum amigo meu do primário soube disso, senão eu seria motivo pra chacota.
O tempo passou fizemos 12, 13, 14, 15 anos. Eu já não era tão magrelo, ouvia até as meninas dizerem que eu era bonitinho. Minha Isabel já não era tão baixinha, mas continuava com seus cachinhos dourados e seu sorriso iluminador.
Nessa idade eu já podia ser amigo dela, não havia mais aquele ódio de meninos e meninas. Minha Isabel era sempre simpática, conversava com todos. Aproximei-me dela e comecei ali uma amizade. O tempo foi passando e nos tornamos melhores amigos, era sempre a que ela procurava quando estava triste, eu sempre fazia carinho no cabelo dela enquanto ela chorava e isso sempre a fazia sorrir, aquele sorriso..
Eu era dependente dela e aos poucos ela também se tornou dependente de mim. Foi inevitável, nos apaixonamos, bem.. ela se apaixonou. Eu já era apaixonado por ela desde sempre. Cada vez mais fui me tornando depende dela, do sorriso dela, do cheiro dela..
O tempo foi passando e eu via que minha Isabel estava ficando diferente, se sentia mal muitas vezes, passou a comer menos, a sorrir menos.. Seus pais ficaram muito preocupados, eu mais ainda, o que acontecia com a minha Isabel? Ninguém me dizia o que ela tinha. Eu a via cada vez menos e sentia saudades cada vez mais.

CONTINUA ..
Esse é um daqueles textos fofos e tristes que eu teimo em escrever, se você é muito sensível se prepare antes de ler a continuação, até eu que sou meio 'durona' chorei tanto quando escrevi.

Ela era

5 surtaram comigo
Ela era do tipo indecisa,
com cara de forte,mas eu sabia que
na verdade era frágil como um cristal.

Ela era um anjo bom,
eu podia jurar que escondia de mim as suas asas.

Ela era um anjo mau,
o brilho cruel no fundo dos olhos dela
me seduziam, mas não me enganavam.

Ela era um mistério pra mim ..

Ela era linda por fora,
mais ainda por dentro.
Pena que muita gente não chegou a saber disso.

Ela era o amor da minha vida,
pena que ela não teve tempo de descobrir isso.

Ela era,
Ela é,
Ela sempre será!


Me dei conta que tinha parado de escrever poemas, eu escrevia tantos lá pelos 15 anos, me deu saudade de escrever um, sei que não ficou tão bom quanto deveria, mas é só pra desenferrujar. Obrigada a todos por me apoiarem neste retorno, amo vocês

Olha quem está aqui de novo

16 surtaram comigo


Eu volteeeeeeeeeei !

Foi um sofrido mês inteiro sem internet, mas como dizem "depois da tempestade vem a bonança". Assim foi, estou uma internet de 1 mega (10x mais rapida que a de antes).

Essa semana é de provas da faculdade, então vou voltar a ativa semana que vem * prometo *
Mudei o layout, coloquei esse amarelinho, não riam, mas amarelo é minha cor favorita,
achei uma bonita cor pra um RECOMEÇO ^^



Obrigada a todos os que não pararam de visitar  o blog, mesmo ele desativado,
continuaremos a nos ver, pra sempre sempre e sempre <3